Consciência pelo Movimento

Este é o nome é de um livro que gosto muito, de Moshe Feldenkrais, engenheiro israelense, que estudou os movimentos corporais profundamente, e desenvolveu um método de correção postural que tem tanta importância que ficou conhecido como “Ioga Ocidental”, e, é largamente utilizado por terapeutas físicos e psicoterapeutas.

Porque trouxe este assunto aqui, por que como tantos, sou fã deste cara! Admiro muito a visão dele!

Nesta semana lendo um artigo de uma grande referencia da neurociência, professor alemão Konrad Kording, cresceu ainda mais minha admiração por Moshe, pois o famoso cientista traz confirmações com seus estudos para seu trabalho.

Olhem o que diz Feldenkrais:

“Cada um de nós fala, se move, pensa e sente de modos diferentes, de acordo com a imagem que tenha construído de si mesmo com o passar dos anos.”

Até aí nada de novo, criamos nossa autoimagem e ela guia nossas atitudes.

“Para mudar nosso modo de ação, devemos mudar a imagem própria que esta dentro de nós.”

Aqui já despertou minha curiosidade, mas ele se torna leitura indispensável quando fala:

“Nossa autoimagem consiste de quatro componentes que estão envolvidos em toda a ação: movimento, sensação, sentimento e pensamento… estão presentes em todas as ações, …influenciam e são influenciados um pelo outro.”

Definitivo para mim.

Ele acaba escolhendo o componente movimento, para desenvolver seu método e comprovou, que através da reeducação postural, a pessoas aprimoraram sua autoimagem e evoluíram também com relação à percepção do mundo, de seus sentimentos e pensamentos.

Aqui, vejo minha mestra yoga falando para seu atento aluno, “yoga é uma ação psicofísica, pratique com amor, entrega e disciplina e evoluirá em todos os aspectos da vida.”.

 

Namaste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *