É possivel controlar o stress?

“É impossível eliminar o stress de nossas vidas: ele existe em todos. Podemos, porém, evitar que se torne excessivo através de algumas medidas que incluem uma mudança na nossa atitude perante os eventos corriqueiros e inesperados da vida, um regime alimentar anti-stress exercícios físicos e de relaxamento.”

Marilda Lipp – http://www.estresse.com.br

Neste blog, e nas outras plataformas que utilizamos, damos diversas sugestões que ajudam no controle do stress, para que não se torna excessivo ou crônico. De alguma forma  todas as práticas que sugerimos serão de grande utilidade neste sentido, mas, a mais eficaz, sem duvida é a meditação. Ela nos treina para nos mantermos focados, seremos, concentrados, e isto é vacina contra o stress. Se somos meditadores habituais desenvolvemos também a persistência e a disciplina, muito uteis neste caso também. Sem contar que ela provoca a redução do metabolismo, desacelerando o corpo, alem de aumentar a concentração de neurotransmissores, aumentando a sensação de prazer e tem ação direta na redução dos hormônios ligados ao stress.

Hoje em dia temos embasamento cientifico para fazer uma lista gigante de benefícios, pois a nunca se estudou tanto sobre este assunto, o que tem gerado grande volume de publicações de artigos e teses.

Portanto recomendo, vamos meditar e viver melhor.

Namaste!

 

Preconceito é ruim?

Fiz esta pergunta para meu filho e ele respondeu que sim, com uma cara de espanto, já que conhece minha posição sobre várias questões ditas preconceituosas.

Então fomos juntos desenvolvendo um raciocínio interessante que quero compartilhar com vocês agora.

Nossas idéias, atitudes, motivações são em sua maioria preconceituosas, quando não impulsivas, visto partem de conceitos que já formamos ou adquirimos em nossa educação ou convivência social.

Não conseguiríamos viver sem eles. Precisamos para agilizar as coisas, ganhar tempo, ser produtivo e eficiente.

Mas, é claro, devemos estar continuamente abertos para atualizar estes conteúdos, lhe dar frescor, maturidade.

Negativos e prejudiciais são os preconceitos que oprimem, agridem e rebaixam os outros.
Nas práticas de autoconhecimento, físicas, e vivenciais enfrentamos os chamados preconceitos autolimitantes, como por exemplo:
  • nunca vou conseguir meditar;
  • já tentei muitas vezes relaxar e sou muito agitado para isso;
  • yoga, sim, eu sei como é, sentamos e Ommm…;
  • yoga não é para mim, minha flexibilidade é muito ruim;
  • gostaria de praticar, mas não tenho tempo;

Então, preconceitos são necessários, mas perigosos quando nos acomodamos ou no fechamos. Importantes estarmos abertos para a mudança e a evolução, nossa e do universo ao nosso redor.

Namaste!