Conexão – Foco – Como usar ferramentas simples e ser mais eficaz e feliz.

 

Pensamos que foco e conexão, palavras tão presentes em nosso dia a dia, são coisas novas, invenções da modernidade, mas as tradições de China e India estudam e praticam isto a muito tempo.

Tem uma história atribuída a Sidarta Gautama, o Buda histórico, que exemplifica a importância da conexão.

Conta a história:

“Ele estava reunido com um grupo de discípulos quando um homem se apresentou e perguntou o que eles faziam no seu dia a dia, como era a rotina deles. Então ele contou que faziam coisas comuns, como todas as pessoas da época, como se reunir para comer, para conversar, caminhadas, etc.

O homem pareceu surpreso, pois esperava mais de um mestre iluminado.

Então o Buda fala:

-A diferença é que estamos totalmente presentes em cada coisa que fazemos, conectados com a experiência, com a vivência. Enquanto estamos comendo, nossa atenção esta voltada para isto, quando conversando, igual, e isto muda tudo”.

É muito comum este tipo de ensinamento dos mestres do yoga também, o tempo do yoga é o presente. Não existe yoga sem entrega e conexão.

Por isso, sempre que você começar alguma pratica, recomendo que seja dedicado algum tempo para o processo de conexão com a mesma, e basta tirar alguns minutos de parada, de preferencia com os olhos fechados, buscando fazer respirações profundas e afirmando mentalmente que este é o momento da determinada atividade e que esta será o foco do momento.

Durante a realização vamos reafirmando a autodeterminação.

 

Namaste!